quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Random

Eu me lembro da véspera da minha mudança pra Ribeirão. Pra variar, eu passei a tarde inteira na casa dos meninos - desenhos, risadas e essas coisas boas da vida - e, pra variar, meus pais tinham me ligado infinitamente, lá pelas oito da noite, pra eu ir pra casa jantar e fazer as malas. E fui, na companhia do Felipe, que ia pra academia e me acompanhou até uma parte do caminho.

Quando nos despedimos - aquele abraço longo do qual eu nunca quero me soltar - eu perguntei, infantil:
 -Você promete que vai me visitar?

 E ele, com aquele ar de obviedade:
 -Ahm... Não.


E, diante da minha expressão de choque e drama, me explicou que não era certo me fazer promessas que não ia cumprir.

Um comentário:

Felipe disse...

Que cuzão esse felipe hahahaha