segunda-feira, 20 de julho de 2009

Sobre o ciúme

Dorme o céu à flor do Chico, meio-dia
Tudo esbarra embriagado de seu lume
Dorme ponte, Pernambuco, rio, Bahia
Só vigia um ponto negro: meu ciúme

O ciúme lançou sua flecha preta
E se viu ferindo justo na garganta
Quem nem alegre, nem triste, nem poeta
Entre Petrolina e Juazeiro canta

Velho Chico, vens de Minas
De onde o oculto do mistério se escondeu
Sei que o levas todo em ti, não me ensinas
E eu sou só eu, só, eu só, eu

Juazeiro, nem te lembras dessa tarde
Petrolina, nem chegaste a perceber
Mas na voz que canta tudo, ainda arde
Tudo é perda, tudo quer buscar, cadê?

Tanta gente canta, tanta gente cala
Tantas almas estendidas no curtume
Sobre toda estrada, sobre toda sala
Paira, monstruosa, a sombra do ciúme.
(O Ciúme - Caetano Veloso)
***

Pra variar, não soube escrever o que queria, o que pensava. Não sei mais, acho.
Andei remexendo pensamentos e, principalmente, sentimentos antigos (e que, afinal, ainda são bastante atuais), e desta vez não consegui descrevê-los tamanha a falta de sentido deles. Caetano me caiu bem, é claro.

4 comentários:

Anônimo disse...

Algumas músicas, poesias, ou simplesmente "não palavras" falam tudo por nós né?
Caetano pro seu momento, Roberto pro meu rss...
Fico imaginando, será que remexer no passado, por mais presente que ele seja, realmente vale?
Enfim... mas algumas vezes acaba sendo inevitável né?
Beijos pra ti flor!

João Pedro disse...

É complicado qnd a gente não consegue se expressar...
Sentimentos são sempre atuais, eles podem ter mudado, permanecido o mesmo, mas não deixam de ser sentimentos.
Que eles evoluam sempre.

Meg disse...

eu vim aqui pra falar que a Poliana é um tanto quanto irritante, e eu to mais pro estilo Amelie Poulain, e a salada de frutas não ia dar tmepo de consumir, mas o suco é uma boa ideia que veio tarde demais. Mas aía chei sacanagem falar tudo isso sendo q eu nem comentei seu post... então aqui vou eu: a música não fez muito sentido pra mim, oq e perfeitamente aceitáel se os seus sentimentos não fazem sentido pra vc. e eu fiquei uns 5 minutos olhando pra tela pensando em como escrever oq eu queria te dizer, mas não consegui, então entendo perfeitamente seu problema ^^ músicas caem bem
"para falar eu canto
quero que saiba o quanto
me faz bem
me faz bem"
viu? hahaha beijos

Paula disse...

Ciúme é foda... é um dos meus principais defeitos; já tentei de tudo pra matá-lo, mas o máximo que eu consigo é disfarçá-lo. AFF...
Entendo perfeitamente isso de não saber escrever o que quer... :/

Bjos! e dedinho-do-meio pro ciúme! *hunfs*